domingo

o bater do (nosso) coração

quero voltar a sentir o teu coração junto ao meu (…)

Ainda te lembras de quando me dizias para encostar a cabeça junto ao teu belo e perfumado peito para sentir os batimentos do teu coração? Eu lembro-me, ele batia muito rápido, mas era um batimento contínuo e perfeito.
Esse «tum-tum», era puro e fazia-me esquecer tudo, nesses momentos eras só tu, eu e o batimento dos nossos corações numa afiliação enorme, mas era sem qualquer das dúvidas a música mais encantadora que qualquer um consegue imaginar, mas sabes, só nós é que a ouvimos, só nós é que sabemos o verdadeiro significado daquele nosso amor.



(sou eu na fotografia por isso agradeço que não a usem sem o meu consentimento)

19 comentários:

filippamoreira disse...

aiii, sabes escrever lindamente aquilo que sentes. adoro :')

filippamoreira disse...

nós identificamo-nos sp com o que escrevemos. é irreversível. mas há sempre coisas que nos marcam/marcaram pela positiva e outras que não.

saragonçalves. disse...

conseguem-nos fazer sorrir quando tudo o resto nos faz chorar *-*

filippamoreira disse...

aquilo que escrevemos com sentimento é sempre mais 'puro' e isso torna-o mais lindo :')

Anónimo disse...

Simplesmente deixas te me sem palavras amor... by susana (L)

sofiaabreu disse...

ly susane (:

filippamoreira disse...

continua a escrever, nunca pares. tens muito talento :')

disse...

está muito bonito, querida. está apaixonante :)

saragonçalves. disse...

acredita, são o melhor da vida, aquilo que nos dá força :)

Flávio Miguel Mata disse...

Ainda hoje deprimo.

A verdade nua e crua disse...

aah o amor, puro e belo... !!!
Abraço Bee.

@juhhouse

Ruben Lopes disse...

Obrigado Sofia!

E desejo mesmo que voltes a sentir o que realmente queres.

Um abraço (:

bruna barbosa. disse...

obrigada. adorei, vou seguir ((:

alexandrapinto disse...

que lindo!!

Vanessa ൪ disse...

Que lindo minha querida *

João Tomás disse...

sim podes crer (:

João Tomás disse...

e amei este texto *-*

Amêndoa disse...

adoro, Sofia! ,)

João Tomás disse...

oh de nada **
e muito obrigado!